VER TODAS NOTÍCIAS

SERÁ QUE CONSIGO IMPORTAR XML NO WORKMOTOR?


Publicado quinta-feira, 28 de junho de 2018 08:03:54


Disponibilizamos mais um vídeo do quadro Será que? no nosso canal no YouTube.

Nesse vídeo falaremos sobre Importação de XML no WorkMotor.

 

 

O responsável pelo processo de entrada de mercadorias, sabe o quanto pode ser trabalhoso organizar a documentação e registrar as compras recebidas.

Registrar esse processo em um software pode ser tão trabalhoso quanto gerenciar todo o processo manualmente, já que no sistema devem conter todos os dados exatamente como constam nas Notas Fiscais eletrônicas.

 

 

O objetivo de um software de gestão, é auxiliar em todos os processos, para que tenha mais agilidade.

Se tratando de Nota Fiscal eletrônica de Compras, o WorkMotor conta com o recurso de Importação de XML.

 

 

Mas, afinal o que é XML da NF-e?

XML - eXtensible Markup Language: é o arquivo digital da nota fiscal eletrônica, que corresponde ao padrão nacional de escrituração fiscal, por isso, é válida em todo território nacional.

Surgiu com a criação do SPED que deu início a Nota Fiscal eletrônica, para atender a legislação é necessário que qualquer circulação de mercadoria seja feita com registro na Nota Fiscal eletrônica, portanto para cada NF-e deve se ter um XML.

 

Quando é realizada uma compra, normalmente a empresa fornecedora envia através de e-mail os formatos em PDF (DANFE - Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica) e em XML.

Exemplo:

De acordo com a clausula sétima do § 7º do Ajuste SINIEF 07/05, o arquivo de XML deve ser encaminhado ou disponibilizado para download. Caso não receba, basta solicitar diretamente a empresa fornecedora.

A contabilidade necessita desse documento para realizar as obrigações legais de sua empresa, para ela conseguir ler o arquivo e identificar as informações da NF-e, é necessário que tenha um programa específico para ler o XML.

Dentro do arquivo constam informações importantes para serem avaliadas e utilizadas, como por exemplo, informações como base de cálculo, valores de fretes, seguro, PIS, IPI e Cofins.

Os arquivos precisam ser guardados por 5 anos, tanto pelo fornecedor quanto pelo comprador, isso é necessário para garantia em casos de troca de produtos ou serviços e também para o caso de uma fiscalização da Receita Federal. Apesar do conhecimento da Receita sobre todas as notas emitidas, ela deixa claro que é de responsabilidade dos envolvidos na transação o armazenamento dos arquivos. O não armazenamento pode acarretar multas.

Dicas de armazenamento:

  • Crie pastas com nomes diferentes para identificar os períodos de emissão;

  • Mantenha um backup externo, para garantia em casos de problemas com o computador.

Para utilização no software, o arquivo em formato de XML não necessita ser impresso e nem aberto, apenas importado.

Benefícios do XML:

  • Integração das informações;
  • Diminuição de custo com as informações fiscais;
  • Agilidade no processo de emissão e processamento das informações.

No WorkMotor é possível realizar a entrada manual da Nota Fiscal e também a Importação de XML.

No caso da Importação, o software faz a leitura do arquivo e registra as informações na tela de Compras automaticamente, garantindo um processo de entrada de mercadorias mais rápido e simples.

Através da Importação de XML no WorkMotor, também é possível realizar o cadastro de um novo fornecedor, atualizar as informações de um cadastro já existente e cadastrar novos produtos.

Quando é realizada a entrada manual é necessário que preencha a chave de acesso da nota, já na importação a chave é identificada automaticamente.

Tem alguma dúvida sobre algum processo ou sempre se perguntou se tem outra forma de fazer algo?

 Aproveite o espaço do quadro e mande sua sugestão/dúvida.

Contamos com Você!

FONTE:


Pesquisar