VER TODAS NOTÍCIAS

ANOTA AÍ - MANUAL DO WORKMOTOR


Publicado quarta-feira, 26 de setembro de 2018 13:18:22


 

 

Disponibilizamos mais um vídeo do quadro “Anota Aí” no nosso canal no YouTube.
Nesse vídeo falaremos sobre o Manual do WorkMotor.

 

 

 

 

Conheça mais sobre a importância dos Manuais

Com tantos avanços e disponibilidade de tecnologias a palavra autonomia tem se tornado essencial, principalmente no que diz respeito a aprendizagem. Já passamos da época em que para aprendermos algo precisávamos nos enquadrar a grade de ensino do estabelecimento que fornecia o conhecimento.

 

Claro que com tantas facilidades da atualidade, a maneira como aprendemos também evoluiu. É nesse cenário que a autonomia ganha espaço, com tantas atividades que realizamos não conseguimos parar em um tempo definido por outra pessoa para aprendermos ou realizarmos algo.

 

Autonomia é decidir por si, isto é, a capacidade de compreendermos o que é melhor para nós mesmos e, então, implantar nossas decisões. Autonomia também significa poder rever nossas opções e decidir por outra coisa que não nos foi oferecido. No sentido da aprendizagem podemos conquistar a autonomia de diversas formas. Uma dessas formas é podermos aprender o queremos ou precisamos, mas de acordo com nossa disponibilidade e necessidade.

Um recurso que auxilia nesse sentido e é muito utilizado por diversos segmentos e empresas é o manual.

Apesar de ser um hábito considerado antigo, não encontramos mais aquele monte de papel com informações difíceis de entender, hoje em dia tem se se tornado cada vez mais dinâmico, atualizável e digital.

As empresas reconhecem que eles podem ser importantes instrumentos de gestão e competitividade. São cruciais dentro da empresa, afetam o modo como o trabalho é realizado e organizado. Ele expõe o como e o por que fazer, seja de um departamento ou produto.

O objetivo de um manual é atuar como instrumento facilitador de consulta.

Tão importante quanto o manual de normas e condutas de uma empresa é o manual de um produto, pois, será através dele que o cliente entenderá sobre os recursos disponíveis para escolher qual a melhor forma de usufruí-lo.

Por isso, sua linguagem deve ser simples, clara e objetiva, para todos os colaboradores e usuários (independentemente do grau de instrução).

 

Benefícios

  • Proporcionar conhecimento das normas e procedimentos inerentes à organização;
  • Auxiliar nas tarefas dos colaboradores;
  • Norteador para novos colaboradores de uma empresa;
  • Melhoria da gestão do conhecimento da empresa.

Esta gestão de conhecimento, foco ultimamente dos estudos na área de administração, é vital para que a organização evolua investindo no desenvolvimento de seus colaboradores. É recomendado que esse material seja revisado/atualizado periodicamente, pois, os processos podem mudar com o decorrer do tempo.

 

Origem

A percepção acerca da necessidade dessa elaboração foi, há muito tempo, compreendida pelos líderes políticos e empresariais. Isso remonta a meados do século XIX, período em que surgiram os estudos científicos e teorias sobre a organização racional do trabalho.

Nos períodos que antecederam a esses estudos, os processos de produção eram totalmente empíricos, cada operário executava suas atividades de acordo com a experiência pessoal adquirida nos empregos anteriores. Não havia regras, rotinas estabelecidas ou padrões de produtividade. Havia enorme desperdício de tempo e de material na execução das tarefas, resultando em níveis de produtividade e rentabilidade muito abaixo das necessidades e possibilidades.

 

Características e Importância

Um manual nunca poderá ser considerado completo e terminado. Ele cresce e se desenvolve junto com a empresa, por esse motivo, o manual não deve ser encarado como um instrumento estático, e sim dinâmico e flexível. Deve ser considerado, ainda, como um guia sujeito a sofrer alterações e adaptações sempre que as circunstâncias ambientais exigirem.

O manual só atinge seus objetivos satisfatoriamente se forem feitas, constantemente, análises críticas tanto pelas áreas responsáveis pela sua elaboração quanto pelos seus usuários. Se isso não ocorrer, os recursos aplicados na sua confecção e desenvolvimento não proporcionarão o retorno desejado, tornando-o, após algum tempo, um instrumento obsoleto.

 

Por que utilizá-los?

De um modo geral, para a empresa, a criação de manuais começa a ser justificada quando os funcionários começam a perder a visão do conjunto e desconhecer as atividades e finalidades dos outros setores. Além disso, não conseguem mais acompanhar todas as rotinas exigidas para o funcionamento básico da empresa.

Atualmente, os manuais não precisam necessariamente ter um formato físico e impresso. A tendência é que as organizações o adaptem virtualmente, ou seja, torne-os disponíveis em Intranet, Internet, arquivos eletrônicos, e-mail, etc.

 

Conclusão

Ao estabelecer um manual, a empresa estará construindo também à gestão do conhecimento, descentralizando informações e disponibilizando o acesso à todos. Isso contribui para atividades mais assertivas e otimização do tempo ao decorrer do trabalho e principalmente na integração de novos colaboradores que perderão menos tempo perguntando para funcionários mais experientes tornando o processo de aprendizado menos oneroso na produtividade geral de cada função.

 

E aí? Já construiu os manuais da sua empresa ou departamento? Encare o desafio e ganhe muito mais benefícios e mais tempo para avançar com outros projetos.

 

FONTES

http://www.administradores.com.br/artigos/negocios/manuais-organizacionais-instrumentos-de-gestao-e-competitividade/26070/; https://medium.com/@alexbretas11/o-princ%C3%ADpio-da-autonomia-na-aprendizagem-c1f51c2c1877; http://www.ejaconsultoria.com.br/a-importancia-dos-manuais-para-a-organizacao/

 


Pesquisar
Assuntos relacionados