VER TODAS NOTÍCIAS

ANOTA AÍ - SAIBA COMO EVITAR VÍRUS E QUAIS SÃO OS TIPOS


Publicado quinta-feira, 8 de novembro de 2018 14:44:23


 

 

Disponibilizamos mais um vídeo do quadro “Anota Aí” no nosso canal no YouTube.

Nesse vídeo falaremos sobre vírus, conheça os mais comuns e veja como proteger seu computador.

No texto abaixo veja mais alguns exemplos e dicas.

 

 

 

Com certeza você já ouviu sobre algum computador que foi infectado com algum vírus, não é mesmo? Isso é muito comum devido a diversidade de vírus existentes e principalmente pelo descuido dos usuários, e no post de hoje vamos falar um pouco mais sobre esse mal que nos assombra ao utilizarmos o computador e a internet.

Vírus de computador é um software malicioso que é desenvolvido por programadores geralmente com má intenção. Tal como um vírus biológico, o programa infecta o sistema, faz cópias de si e tenta se espalhar para outros computadores e dispositivos de informática.

 

Surgimento do vírus

O primeiro vírus de computador registrado foi o The Creeper, criado em 1971. Contudo, sua única ação era a de exibir na tela das máquinas a mensagem: “I’m The Creeper, catch me if you can!”, em tradução livre, “Eu sou O Assustador, me capture se você for capaz!”.

Em 1983, Len Eidelmen demonstrou em um seminário sobre segurança computacional, um programa autoreplicante em um sistema VAX11/750. Este conseguia instalar-se em vários locais do sistema. Um ano depois, na 7th Annual Information Security Conference, o termo vírus de computador foi definido como um programa que infecta outros programas, modificando-os para que seja possível instalar cópias de si mesmo.

O primeiro vírus para PC nasceu em 1986 e chamava-se Brain, era da classe dos Vírus de Boot, ou seja, danificava o sector de inicialização do disco rígido. A sua forma de propagação era através de um disquete contaminado. Apesar do Brain ser considerado o primeiro vírus conhecido, o título de primeiro código malicioso pertence ao Elk Cloner, escrito por Rich Skrenta.

Desde então, os vírus evoluíram e desenvolveram as funções mais diversas.

 

Vírus v.s. Malware

Vírus de computador e malware não são a mesma coisa. Todo vírus de computador é um malware, mas nem todo malware é um vírus de computador.

O malware é o termo que designa todos os tipos de softwares maliciosos que podem danificar um dispositivo.

Quando falamos em vírus de computador, nos referimos a malwares que não são capazes de se reproduzir por conta própria, mas que dependem da ação do usuário.

Existem vários tipos de vírus, alguns assim que alojados na máquina, agem instantaneamente. Outros procuram por informações específicas e ainda há outros que permanecem ocultos em determinadas horas ou até mesmo por dias. Estes, geralmente, entram em execução em horas ou datas específicas.

Tipos comuns de vírus de computador

Spyware

Código espião ou programa espião, ele recolhe informações sobre o usuário, sobre os seus costumes na Internet e transmite essas informação ao criador do vírus.

Arquivo

Esse tipo de vírus afeta, exclusivamente, arquivos executáveis do sistema operacional Windows, aqueles que têm o final .com ou .exe.

Entretanto, eles funcionam apenas quando o usuário abre o arquivo infectado.

Por isso, é sempre importante abrir arquivos apenas de fontes confiáveis.

Programa

Outro vírus que também afeta arquivos executáveis.

Pode alterar as propriedades de um programa, se transformando em uma espécie de clone do software original infectado.

Inclusive, esse malware pode chegar a impedir que o computador seja iniciado.

Mutante

Esse é um tipo ardiloso de vírus, pois suas propriedades podem prejudicar a detecção e remoção dessa ameaça através dos antivírus.

A cada vez que um programa infectado pelos vírus mutantes é executado, ele sofre uma alteração. Além disso, possui ainda uma variação mais sofisticada, conhecida como polimórfico.

Cavalo de Troia (Trojan)

Talvez, o Cavalo de Troia seja o mais popular dessa lista, entre os usuários. Ele normalmente é adquirido através de downloads que parecem legítimos e se instala em sua máquina.

A intenção dessa ameaça é ficar em execução sem ser percebido pelo usuário.

Dessa maneira, o autor do malware poderá ter acesso total ao computador, monitorando todas as atividades da vítima, no dispositivo.

Ou seja, os dados, senhas, arquivos do usuário podem ser visualizados e utilizados contra ele mesmo.

Adware

Inicialmente, os adwares podem parecer que são programas confiáveis. Porém, quando instalados, têm como costume verificar a conexão com a internet, para iniciar outros malwares.

Os adwares, como o próprio nome sugere, facilitam a exibição de propagandas indesejáveis nos navegadores.

Aliás, eles também são facilitadores para a prática do Phishing – uma ação comum entre hackers, para conseguir coletar dados dos usuários, através de websites clonados.

Script

Já os vírus de computador em script são programados para executar ações sem a interação do usuário.  No caso, eles são divididos em duas categorias:

VB (linguagem de programação);

JS (feita em Java Script).

Portanto, para fugir deles, preste atenção em arquivos com extensões desconhecidas, eles costumam trazer consigo esse tipo de vírus.

Backdoor

Contraídos usualmente através de páginas da web ou caixas de e-mail, esse vírus abre uma “porta de trás” – tradução de Backdoor para o português – para que os hackers possam usufruir da sua máquina.

A liberação do vírus acontece somente quando o arquivo infectado é executado.

Desta forma, o dispositivo ficará livre para ação dos infratores. Em alguns casos, a máquina pode até mesmo virar um “zumbi”, corroborando para realizar outros ataques na internet.

Stealth

O Stealth é conhecido como o vírus invisível, pois ele se esconde logo depois de infestar o computador.

Em suma, ele utiliza diversos recursos para burlar os sistemas e passar imperceptível pelosantivírus. Usualmente, trabalha em conjunto com algum script malicioso.

Boot

Um dos tipos de vírus de computador mais devastadores. O Boot infecta os arquivos responsáveis pela inicialização do disco rígido da máquina.

Tais arquivos são essenciais para funcionamento do sistema operacional. Então, imagine os danos que esse vírus pode causar no seu computador.

Seu poder é tamanho que ele é capaz de impedir o usuário de acessar o próprio dispositivo.

Hoax

Facebook que muda de cor. Notícias sobre a morte de famosos. Campanhas de doação para as mais diversas causas. A internet está lotada de boatos.

Esse prática também é interpretada como um vírus de computador, conhecido como Hoax.

Além de gerar alvoroço, difamar pessoas e espalhar falsas afirmações esse tipo de vírus pode esconder ameaças ainda mais sérias para o seu computador.

Essa é mais uma estratégia comum entre os hackers para a prática de Phishing, que explicamos mais acima.

Isso porque, em muitos casos, essas armadilhas estão acompanhadas de links, formulários e páginas, para capturar dados do usuário.

Ransomware

Esse vírus é o que mais da trabalho hoje em dia, ele torna inacessíveis os dados armazenados em um equipamento, geralmente usando criptografia, e que exige pagamento de resgate (ransom) para restabelecer o acesso ao usuário.

 

Esses são só alguns exemplos de vírus e malweres, existem muitos outros, são criados 27 mil novos malwares diariamente, de acordo com um estudo do antivírus, G Data, de 2017.

A maioria das contaminações ocorre por ação do usuário. Um exemplo muito comum se dá por meio do download de arquivos infectados que são recebidos em anexos de e-mail's. A contaminação também pode ocorrer de outras formas: acessando sites de procedência duvidosa ou ainda por meio de arquivos infectados em pendrives, CD's, DVD's ou qualquer outro tipo dispositivo de armazenamento de dados.

Uma outra maneira de ter um dispositivo contaminado, seria por meio de um Sistema Operacional desatualizado, sem as devidas correções de segurança que visam barrar o acesso indevido destes softwares maliciosos que tentam entrar nas máquinas via Internet.

Por isso, fique atento a possíveis riscos que pode encontrar ao utilizar seu computador e internet, separamos algumas dicas para você:

Use proteção antivírus

Um antivírus é sua primeira linha de defesa contra vírus e muitos outros malwares com que você, seriamente, não vai querer lidar. Se achar que vírus são maus (e eles são), existem coisas ainda piores.

Use a cabeça

Além de permitir que seu antivírus detecte e remova vírus, você estará fazendo um grande favor a si mesmo se, antes de tudo, fizer uma higiene cibernética correta e seguir algumas dicas básicas de segurança na internet:

  • Não clique em qualquer link que seus amigos enviam em mídias sociais, especialmente, se a mensagem for apenas um link sem nenhum contexto, ou se as palavras na mensagem não parecerem deles. As contas das pessoas no Facebook são invadidas e usadas para disseminar vírus e malwares. Quando estiver em dúvida, envie uma mensagem ao seu amigo diretamente e pergunte se ele realmente quis enviar esse link. Frequentemente, a resposta será “O quê? Não!”

 

  • Não abra nenhum anexo de e-mail a menos que tenha certeza absoluta do que ele é. Cibercriminosos frequentemente contam com sua curiosidade natural para disseminar vírus. Eles dizem que você ganhou algo, mas você não participou de nenhum concurso, ou enviam um “itinerário de voo”, mas você não está planejando voar para lugar nenhum Então, você abre o anexo para ver do que se trata e pronto. Você está infectado. Portanto, não faça isso.

 

  • Não acredite nas mensagens histéricas que dizem “Seu PC está infectado!” e em pop-ups que não vêm diretamente do seu antivírus. Há uma grande chance de você estar sendo levado a baixar um antivírus falso e perder dinheiro, infectar seu computador com malware, ou ambos.

 

  • Não ative macros no Microsoft Office, os criminosos cibernéticos tentarão enganá-lo para que você ative, com todos os tipos de truques mentais malignos e alertas falsos quando você receber um e-mail infectado.

 

Seu computador está infectado?

Alguns sinais podem indicar que está com vírus, como: computador muito lento de repente sem nenhum motivo específico, se você está sendo inundado por mensagens pop-up que surgem do nada; se seus programas e aplicativos iniciam sozinhos e você pode ouvir o ruído do seu disco rígido trabalhando constantemente em segundo plano.

Neste caso não excute nada em seu computador e informe imediatamente o seu técnico de informática, para que ele possa realizar as ações necessárias.

 

Ao utilizarmos a internet estamos sujeitos a alguns riscos, mas diante de tanta evolução tecnológica fica quase impossível não utiliza-la, por isso lembre-se: você é o melhor antivírus! Utilize o computador de forma responsável, seja crítico e cuidadoso com arquivos recebidos. Na dúvida sempre procure a orientação de um especialista.

 

FONTES

https://www.avg.com

https://pt.wikipedia.org

https://netsupport.com.br


Pesquisar
Assuntos relacionados